Isolamento social em Minas Gerais cai de 62% para 39,5%

0
639
isolamento social
isolamento social

Comércio voltando a funcionar, transito nas ruas e movimentação de pessoas pelas cidades em Minas Gerais. Embora autoridades de saúde tenham dado orientações para ficar em casa por causa do novo coronavírus, cenas de relaxamento da quarentena têm se tornado cada dia mais frequentes. E já são censuradas. Segundo empresa In Loco, que faz monitoramento e disponibiliza os dados ao governo de Minas, a adesão ao isolamento social no estado chegou a 62% no dia 22 de março, mas caiu para 39,5% no dia 6 de maio.

A situação já tinha sido mencionada pelo Secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral, em entrevista coletiva no dia 24 de abril. “Notamos que houve aumento da mobilidade nos últimos 10 dias, tanto na capital, quanto nas cidades do interior. houve uma diminuição do isolamento. Para nós, o isolamento é importante”, afirmou na ocasião, sem dar detalhes dos dados.

O levantamento feito pela In Loco, disponível no site da empresa, mostra que este percentual de adesão ao isolamento sofre variações no decorrer dos dias. Logo depois de o estado decretar estado de emergência em saúde pública, no dia 13 de março, é possível verificar um rápido crescimento no percentual de pessoas em casa, chegando o pico no dia 22, com 62%. e exatamente no dia em que o Secretário de Saúde mencionou a queda deste percentual, o índice estava em 39,9%.

Segundo a Secretaria de Estado de Saúde, cerca de 3 milhões de pessoas são acompanhadas através dos aparelhos celulares. É possível verificar o índice de isolamento por município e por área, conforme critérios desenvolvidos pela empresa. de acordo com a SES, os dados são sigilosos e anônimos e seguem todas as regras de proteção de dados pessoais e determinadas pela legislação.

Mesmo com o registro de queda do isolamento, o governador anunciou no dia 30 de abril, o Minas Consciente, programa para orientar os municípios na retomada gradual do comércio e outros setores. De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde, todas as ações são baseadas em dados técnicos científicos para garantir a segurança da população.

Segundo boletim epidemiologico divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES) nesta quinta feira (7), já são 94.124 casos suspeitos de Covid-19 no estado. Foram confirmados 2.770 pacientes com a doença e 106 óbitos.