Operação que combate a pirataria de cursinhos prende homem em Borda da Mata

0
419
Policiais Civis que participaram da operação em Borda da Mata
Policiais Civis que participaram da operação em Borda da Mata (Foto: PCMG)

As Polícias Civis de Minas Gerais e Rio de Janeiro realizaram a prisão de nove pessoas nesta terça-feira (21), através da Operação Black Hawk, que visa combater a pirataria de cursinhos preparatórios para concursos públicos.

Um dos presos reside em Borda da Mata. Um homem de 71 anos, é apontado como o hacker da gangue. O mesmo seria responsável por invadir páginas de cursinhos preparatórios e roubar conteúdos. Uma mulher, de 35 anos, filha do hacker, também foi presa, em Juiz de Fora.

De acordo com a Polícia Civil, o homem possuía amplo conhecimento em tecnologia da informação e era o responsável por quebrar a criptografia do Streaming de vídeo e transferir para um servidor próprio.

Muito dinheiro envolvido

De acordo com a investigação, a quadrilha pratica o crime há 20 anos e já faturam R$ 15 milhões anunciando os cursos preparatórios. Os valores comercializados eram de R$ 500 a R$ 10 mil. As empresas, vítimas da gangue, já tiveram um prejuízo que chega a R$ 67 milhões.

A ação policial aconteceu nas seguintes cidades: Rio de Janeiro, Nova Iguaçu, Niterói, São Gonçalo, Saquarema, Araruama, Juiz de Fora e Borda da Mata. Mais de 100 agentes da Polícia Civil de Minas Gerais participaram da operação.