Ministério Público de Minas Gerais pede para não retomarem os trabalhos presenciais nas escolas

0
1065
sala de aula
sala de aula

Nesta segunda feira (13), o Ministério Público de Minas Gerais sugeriu ao Governo do Estado, para não retomarem o trabalho presencial nas escolas públicas durante a pandemia de Covid-19 conforme anunciado na ultima semana.

No documento o MPMG questiona a resposta da Secretaria de Estado de Educação que indicou como indispensável a volta das atividades a partir desta terça feira (14) para os profissionais da educação para atualizaçao “da forma de comunicação com alunos” e de dados cadastrais.

De acordo com o Ministério Público, as atividades podem ser feitas remotamente. A orientação do MP pede para que o Estado adote o trabalho presencial apenas em “situações concretas, pontuais e devidamente recomendadas”.

O documento enviado ao Governo do Estado ainda indica que a Secretaria de Educação não esclareceu, conforme solicitado, quantos servidores não teriam condições de trabalhar em casa, como prioriza a recomendação da própria SEE.

De acordo com o Ministério Público, o Estado tem atualmente 233.682 servidores na área de Educação, destes ao menos 34.334, são os auxiliares de serviços de educação básica, teria que ir até às escolar para exercerem suas atividades. O MP pediu que o governo informa à promotoria até o fim do dia se vai ou não seguir a recomendação.