Ministério da Saúde não recomenda fim do isolamento em estados e cidades com menos de 50% de leitos vagos

0
775
Leitos de hospital
Leitos de hospital

Com muitas cidades e estados propondo a flexibilização ou até mesmo o fim do isolamento social, o Ministério da Saúde recomenda que essa atitude não seja tomada em locais onde o sistema de saúde já esteja sobrecarregado.

Cidades com mais de 50% da capacidade de atendimento médico, leitos e UTIs disponíveis, poderiam passar do Distanciamento Social Ampliado (DSA) para uma transição ao Distanciamento Social Seletivo. Veja a diferença entre os dois tipos de isolamento e o bloqueio total (lockdown), de acordo com documento do ministério: 

  • Distanciamento Social Ampliado (DSA): Todos os setores da sociedade devem permanecer em isolamento.
  • Distanciamento Social Seletivo (DSS): Apenas alguns grupos ficam isolados. Pessoas com menos de 60 anos e sem condições que elevam o risco de casos graves poderão circular livremente. 
  • Bloqueio total (lockdown): Nível mais alto de segurança com distanciamento de todos os cidadãos e também um bloqueio total de todas as entradas do perímetro da cidade/estado/país por profissionais de segurança. Ninguém tem permissão de entrar ou sair.

Minas Gerais tem apenas 754 leitos de UTI disponíveis. No total são 2 mil 795 leitos, mas 88% já está ocupado. Quase 92% dos municípios de Minas Gerais não têm leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), que podem ser essenciais para tratamento de casos graves de coronavírus.

No sul de Minas apenas as maiores cidades como Pouso Alegre e Itajuba possuem UTI, mas todas já estão com a capacidade comprometida. Pouso Alegre tem 40 leitos de UTI, mas atende quase 200 cidades da região, além da sua população local com mais de 150 mil pessoas.

Em Ouro Fino não há leitos de UTI, a cidade reservou 10 leitos comuns da Santa Casa para atender pacientes com “suspeita” de Covid-19. Mas em casos graves de coronavírus na cidade é necessário deslocar o paciente para um hospital de referência, como foi o caso do ourofinense que faleceu em Itajuba.

Diante de todos esses dados, fica claro que o fim do isolamento social e a reabertura do comércio previsto para segunda-feira (13) em Ouro Fino não é recomendado.