Minas é o terceiro estado que mais preservou empregos na pandemia

0
1377
Carteira de Trabalho
Carteira de Trabalho

O número de empregos preservados pelo Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda (BEm), criada pelo governo federa para enfrentar os efeitos econômicos da pandemia Covid-19, alcançou 684 mil postos de trabalho em Minas Gerais até 12 de maio, respondendo por 9,5% do total nacional, que já soma 7,2 milhões de empregos.

O benefício é pago para trabalhadores que tiveram os contratos de trabalho suspensos ou a jornada e salários reduzidos após o acordo com as empresas.

No Brasil, Minas ocupa a terceira posição no percentual de empregos preservados, atrás de São Paulo, responsável por 33%, e Rio de Janeiro, com 10,1%.

Segundo dados da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, o benefício é concebido a trabalhadores que tiveram a jornada e salários reduzidos ou contrato suspenso. O auxilio também é voltado para trabalhadores intermitentes com contrato de trabalho formalizado.