Donos de comércios que estão trabalhando apenas no delivery relatam queda de mais de 70% em vendas após novo decreto

0
461
Delivery
Delivery (Foto: Reprodução)

Nesta segunda-feira (25), o Observatório de Ouro Fino entrou em contato com alguns donos de bares, lanchonetes e adegas para saber o impacto que o último decreto, assinado por Henrique Wolf, provocou nos referidos estabelecimentos.

De acordo com os proprietários, as vendas despencaram. Em uma semana no sistema delivery, os estabelecimentos tiveram uma redução de 70% a 80% no número de vendas. Tais comércios dependem do atendimento presencial e estão sendo os maiores afetados pelo decreto do novo prefeito de Ouro Fino.

Os comerciantes relatam que chegaram a fechar antes do horário determinado, às 23h, pois não haviam pedidos para serem atendidos. A situação de restaurantes, cafés e sorveterias está um pouco melhor, já que esses segmentos podem receber público até as 15h. No entanto, o movimento também está pequeno, já que os horários determinados pela Prefeitura de Ouro Fino não colaboram com as vendas.

As academias também estão sendo prejudicadas. Com a determinação de cinco alunos por aula, fica quase impossível trabalhar, já que os proprietários não conseguem atender todos os alunos durante o dia.

Em comum acordo, a maioria das academias de Ouro Fino resolveram fechar e aguardam um novo decreto para voltarem as atividades. No entanto, os mais prejudicados nessa história são os donos de bares, lanchonetes e adegas. A redução de vendas afetará o fechamento de contas ao final de mês e, infelizmente, isso poderá causar demissões, problemas financeiros para os proprietários e até mesmo o fechamento do comércio.

Mais uma vez volto a dizer, esse segmento não consegue respirar apenas com o sistema delivery. Eles precisam das mesas e do atendimento presencial.

Responda

Please enter your comment!
Please enter your name here