Internações por Síndrome Respiratória Aguda Grave aumentam 257% em Minas Gerais

0
616
inalação
Inalação

O boletim mais recente dado pela Secretaria do Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) publicado na manhã desta segunda feira (6) aponta que aumentou o número de internações nos hospitais do estado por Síndrome Respiratória Aguda Grave.

Conhecida como SRAG, estão neste grupo todas as internações motivadas por doenças respiratórias consideradas graves e não apenas a Covid-19. Sendo assim, neste ano o número de internações em decorrência de complicações respiratórias cresceram em 257% em comparação com o mesmo período do ano passado.

Para registrar o numero de casos, a Secretaria de Estado de Saúde segue o mesmo padrão do Ministério da Saúde, separando o ano em semanas epidemiológicas. Em 2020 até o dia 4 de abril, classificado como 4ª Semana Epidemiológica, foram registrados 2.430 casos em todo o estado. Em 2019, no mesmo período, foram registrados 681 casos.

Segundo boletim, o salto de números de casos neste ano comparado ao do ano passado começou a ser analisado a partir da 3ª semana epidemiológica, quando foram registrados 52 casos entre os dia 12 e 18 de janeiro e 32 no ano passado.

Mas a partir da 11ª semana, o número de casos de internações por Síndrome Respiratória Aguda Grave cresceu significativamente, quando foram notificados 323 casos entre os dias 8 e 14 de março de 2020, contra 50 em 2019. O pico foi na 12ª semana, quando foram registrados 726 entre os dias 15 a 21 de março, contra 80 no ano passado.

A Secretaria de Estado de Saúde não descartou a possibilidade de este aumento de internações estar ligado ao contágio por coronavírus. “Este aumento não pode ser justificado apenas pela circulação do vírus da gripe, o que leva à possibilidade de maior volume de internações por Covid-19”, disse em nota.