Partidos de MG agilizam filiação de membros; prazo acaba amanhã

0
376
urna eletrônica
urna eletrônica

Faltando pouco mais de 24 horas do fim do prazo para que partidos possam filiar novos membros que querem disputar as eleições de outubro, as legendas em Minas Gerais organizaram uma força tarefa para garantir que nenhum pré-candidato fique de fora do pleito.

Pelos cartórios eleitorais estarem fechados devido à pandemia do coronavírus, todo o processo vem sendo feito pela internet. Para adiantar o procedimento e não passar do prazo, em alguns casos os diretórios estaduais estão centralizando parte da demanda e fazendo o processo de filiação junto ao Tribunal Regional do Estado (TRE-MG).

É a situação, por exemplo, do Partido dos Trabalhadores. A legenda tentou regularizar alguns diretórios municipais para que o processo fosse feito por essas instâncias, mas frente ao prazo exíguo, o diretório estadual centralizou parte do processo de filiações.

Com a ação, uma media de 50 diretórios mandaram as listas e os nomes ja foram oficializados junto ao TRE-MG. A centralização de parte do processo pela executiva estadual garantiu que aproximadamente 250 nomes passassem a integrar oficialmente os quadros do partido a tempo eleições de outubro, e a expectativa é de que até este sábado (4), outras filiações sejam feitas.

Embora essa estratégia tenha sido adotada, o PT admite que a oficialização de novos membros esta menor que o esperado, e isso acabará atrapalhando os planos da sigla nas eleições. A estratégia do partido é aumentar a quantidade de filiados até este sábado e convencer aqueles que já estão na sigla a permanecerem nela.

O PSD também centralizou parte do processo na direção estadual. A última pesquisa do partido indicava que 435 cidades conseguiram fazer filiação de novos membros e outras 210 estavam em andamento. A média é de 30 filiações de pré-candidatos a vereador por município.

Até este sábado é previsto que pelo menos 650 cidades consigam finalizar o processo de filiação. Diferentemente do PT, o PSD diz que não haverá prejuízo no eleitoral.

O MDB estima um crescimento de 20% a 30% no número de filiações em relação às eleições de 2016. A legenda também criou uma estrutura de apoio aos pré-candidatos.

No PSDB também não há problemas, segundo relatou o presidente do partido em Minas, o deputado federal Paulo Abi-Ackel.

No caso do Partido Novo, o processo ja está em andamento, e os impactos do coronavírus não preocupam a sigla. A indefinição sobre a realização ou não das eleições neste ano é que afeta o ritmo de filiações.

Secretária de Gestão da Informação e de Atos Partidários do TRE-MG, Annelise Duarte explicou que as filiações estão acontecendo em um ritmo acelerado nos últimos dias. “Normalmente, nos últimos dias é que são realizados os maiores números de filiações”, ressaltou, lembrando que, além do tempo determinado para entrar em um partido, que termina neste sábado, nesta sexta feita (3) encerra o prazo da janela partidária.

Ela garantiu ainda que o sistema do TRE-MG está com desempenho padrão. “Às vezes acontece um pouco de lentidão em função dos inúmeros acessos. Temos que levar em consideração que são muitos nesses últimos período do prazo, mas está funcionando de maneira satisfatória”.