Final trágico: Verena é encontrada morta após 17 dias desaparecida

0
616
Verena
Verena está desaparecida há 15 dias (Foto: Redes Sociais)

Todo o drama vivido, nos últimos 17 dias, pelos familiares e amigos de Verena Sebastiana Aruarte da Silva acabou. No entanto, de uma forma trágica e revoltante. O corpo encontrado no Córrego das Gralhas, totalmente esquartejado, era da mãe de quatro filhos.  

A Polícia Milita de Ouro Fino recebeu uma denúncia anônima, indicando que havia um corpo transbordando em um lago no Córrego das Gralhas, na zona rural de Ouro Fino. Um lugar de difícil acesso e muito pouco conhecido pela população em geral.

Ao chegar até o local, a PM confirmou os fatos da denúncia. Diversas partes de um corpo, com características femininas, foram encontradas transbordando no lago. Verena teve as pernas, os braços e a cabeça arrancadas de forma cruel. Os militares contaram com a ajuda do Corpo de Bombeiros, da cidade de Pouso Alegre.

O corpo já estava em estado de decomposição e irreconhecível. No entanto, o ex-marido de Verena reconheceu uma tatuagem de um dragão que ela havia feito nas costas. Além disso, as roupas encontradas no lago tinham as mesmas características da que Verena usava no dia 01 de outubro, quando saiu de casa para comprar água mineral. De acordo com os médicos legistas, o estado do cadáver indica que ela foi morta já nos primeiros dias em que ela desapareceu. 

Dois envolvidos já foram encontrados

A Polícia Militar de Ouro Fino já conseguiu localizar e apreender dois envolvidos no crime. Trata-se de um jovem de 14 e outro de 17 anos. Suspeita-se que Verena mantinha uma relação amorosa com um homem caso. Este, conhecido no meio policial por crimes de tráfico e drogas e outros. Até o momento, o mesmo não foi encontrado.  

As investigações seguem em sigilo. A Polícia Militar não revelou o nome do rapaz que se envolvia com Verena e é o principal suspeito de ter cometido o crime. 

O Observatório de Ouro Fino lamenta profundamente o acontecido e deseja forças à família e amigos de Verena.