Espaços de coworking estão em alta no Brasil e em Minas

0
368
Espaços de coworking estão em alta no Brasil e em Minas
Espaços de coworking estão em alta no Brasil e em Minas (Foto: Google Imagens)

O mercado de coworking segue crescendo e no ano passado superou a marca de mil unidades ativas no país, de acordo com o Censo Coworking Brasil. A alta é de 48% ao ano, bem menor do que os 114% de 2016 para 2017 – quando houve uma explosão do segmento – porém ainda bastante satisfatória.

O relatório classifica o crescimento do ano passado como “espantoso” e pondera que ao longo de 2018 o mercado entrou em fase de estabilidade e amadurecimento para manter sua evolução de forma sustentável. Em quatro anos, os espaços de coworking saltaram de 238 para 1.194 unidades, alta de mais de 400% no período.

Importante destacar que o levantamento realiza as pesquisas somente em municípios com mais de 150 mil habitantes, portanto, é provável que haja mais espaços do que os 1.194 identificados, já que o coworking também tem boa entrada em municípios pequenos.

O coworking chegou no Brasil e no mundo como uma nova maneira de pensar o espaço de trabalho. Cada vez mais comum, aparece como uma ótima alternativa para dividir despesas, como energia elétrica, telefone, aluguel, limpeza, dentre outras, e ainda assegurar benefícios, como o aumento do networking e o compartilhamento de ideias. Além disso, também garante mais flexibilidade, por exemplo, para o coworker fazer viagens.

A lógica do coworking é compartilhar absolutamente tudo que envolve o ambiente, incluindo equipe de secretaria, impressoras, cafés e serviços terceirizados, como os de delivery. Com relação ao pagamento, tudo depende do pacote acertado. Pode ser uma contratação por hora, dia, semana, mês ou ano.

Em Minas Gerais, a tendência foi abraçada pelos pequenos empreendedores e segundo o Censo Coworking Brasil, em 2018 cerca de 25 mil pessoas circularam, por mês, em coworkings do estado. São 47 espaços em Belo Horizonte e mais 20 espalhados pelo interior mineiro.

Para os editores do Portal ReviewBox, que conta com uma equipe 100% de freelancers, o sucesso de espaços assim faz parte da tendência de compartilhamento, que está em alta no mercado. Afinal, atualmente as pessoas compartilham carro, casa, bancos e a divisão do espaço de trabalho aparentemente veio para ficar.

Quem utiliza os espaços de coworking afirma que uma das principais vantagens é a oportunidade de networking. Este é, provavelmente, o maior diferencial de se trabalhar em um coworking. Nos ambientes compartilhados, os empreendedores convivem com outros profissionais, que, naturalmente, passam a ser potenciais parceiros. É uma grande oportunidade para acessar talentos, gerar ideias e construir novos negócios.

Muitos coworkings, inclusive, promovem eventos com o objetivo de potencializar a aproximação e a interação entre os profissionais que frequentam o espaço. Além disso, uma rede de bons contatos é essencial para o sucesso de qualquer negócio.