O melhor para seu Pet | Vacinação: Já dizia o ditado, é melhor prevenir do que remediar.

0
703
Vacinação animal
Vacinação animal (Foto: Reprodução/Google)

A vacinação é a melhor forma de proteger cães e gatos contra doenças infecciosas, causadas por vírus, bactérias e outros microrganismos. Manter as vacinas em dia é um ato de AMOR e CUIDADO, que faz toda a diferença para a saúde, bem-estar e qualidade de vida dos animais, assim como daqueles que convivem com eles.

Podemos analisar a importância da vacinação nos animais de estimação através de dois lados: dos animais e o dos humanos.

Um filhote não vacinado corre um enorme risco de não atingir a idade adulta, vítima de uma doença infecciosa. Já os adultos estão sujeitos a adoecerem a qualquer momento quando não vacinados.

Nos humanos ocorre a imunização através das vacinas contra as doenças conhecidas como zoonoses, ou seja, doenças que são transmitidas do animal para o homem. Dentre as zoonoses podemos destacar a Raiva e a Leptospirose. Um animal que não está devidamente imunizado pode adquirir uma zoonose e transmiti-la para a família de seu proprietário.

As vacinas devem ser aplicadas de acordo com o cronograma estipulado pelo Médico Veterinário a partir dos 45 dias de idade do cão e 60 dias de idade do gato, com intervalo de 21 dias, e recomendado revacinação anual com dose única. Outros esquemas de vacinação podem ser adotados a critério do Médico Veterinário, com base no estilo de vida do animal e o risco de exposição à doença.

A vacina polivalente protege os cães contra as seguintes doenças: Cinomose, Hepatite Infecciosa canina, Doença Respiratória causada por Adenovírus tipo 2, da enterite causada pelo Coronavírus canino e Parvovírus canino, Parainfluenza canina e infecções por Leptospira.

A vacina para Traqueobronquite (Tosse dos canis) protege os cães contra Parainfluenza e Bordetelose, e a vacina da Giárdia protegem contra o protozoário que causa da giardíase. Já a vacina Anti-Rábica impede que o animal venha a desenvolver o vírus da raiva.

Em gatos, temos a vacina Quíntupla que protege os felinos contra: Rinotraqueíte, Calicivirose, Panleucopenia, Clamidiose e Leucemia felina (Felv). E, a vacina Anti-Rábica contra o vírus da raiva.

Importante ressaltar que existe uma grande diferença entre vacinar e aplicar vacina. Aplicar a vacina é somente “espetar” o animal com a agulha de seringa e introduzir o líquido embaixo da pele, enquanto que vacinar significa realizar várias medidas que resultem na certeza de que seu animal será imunizado. Estas medidas devem ser tomadas SOMENTE, OBRIGATORIAMENTE E EXCEPCIONALMENTE por um Médico Veterinário, sendo que ao avaliar o animal para constatar se está apto a receber a imunização (se o animal estiver com alguma alteração clínica), isto é, doente, não poderá ser vacinado.

Certifique-se antes sobre a qualidade da vacina, que deverá ser de boa procedência, de laboratórios confiáveis com controle de qualidade eficiente.

Cuidado com as vacinas “nacionais” aplicadas por pessoas não habilitadas. Somente assim, se terá a certeza de que o animal produzirá  anticorpos e estará protegido contra as doenças infecciosas.

Você pode encontrar Ana Carolina Mianti nas seguintes redes sociais:

Facebook

Instagram