Gardênia anuncia melhorias nos próximos 120 dias

0
89
Prefeito Maurício participa da audiência
Prefeito Maurício participa da audiência (Foto: Prefeitura de Ouro Fino)

Na última quinta-feira (16), aconteceu Audiência Pública da Comissão de Transportes da Assembleia Legislativa para tratar sobre os serviços prestados pela empresa Expresso Gardênia, que vem sendo alvo de fortes críticas nos últimos anos devido as péssimas condições de seus ônibus.

Na audiência, o prefeito de Ouro Fino, Maurício Lemes de Carvalho, representou o Sul de Minas. Além dele, também estiveram presentes os vereadores Antônio Ricardo Alves, Aparecido Rodrigues, Antônio Carlos Franceli e Vanderlei Cândido de Almeida. Os diretores da Expresso Gardênia também compareceram e expuseram a real situação da empresa.

Vereadores presentes na audiência
(Foto: Facebook)

Durante a reunião, a Gardênia anunciou algumas mudanças. De acordo com seus diretores, seis novos ônibus foram adquiridos. Estes veículos começarão a trabalhar no Sul de Minas ainda no mês de maio. Além disso, a empresa prometeu comprar mais 40 ônibus nos próximos 120 dias, melhorar o atendimento ao cliente e nas suas operações. O Deputado Dalmo criou um grupo de trabalho para acompanhar todo este processo de perto.

“O mais importante é que a empresa admitiu as falhas e a necessidade de melhorias. E conseguimos atingir um ponto concreto, que é o anúncio por parte da Gardênia da renovação da frota ao longo dos próximos quatro meses. Vamos montar um grupo de trabalho para acompanhar se essas melhorias realmente serão feitas”, afirmou Dalmo.

Diretor da Gardênia reconhece erros

Nosso serviço não tem sido bom. A economia e o setor de transportes têm sofrido, principalmente com a queda no número de passageiros. Há dois meses, replanejamos toda a nossa operação. Criamos uma diretoria para acompanhar exclusivamente a situação do Sul de Minas, contratamos especialistas em manutenção e iniciamos a aquisição de novos veículos”, comentou o diretor da Gardênia.

Além disso, José Eugênio Eustáquio Guido, diretor da Gardênia, revelou que a empresa está passando por uma grande crise financeira e reconhece que os serviços prestados nos últimos cinco anos pioraram.