Grupo no WhatsApp informa população sobre nível do Ribeirão Ouro Fino

0
334
Rodrigo Alvarenga (Reprodução/EPTV)

Nos últimos dois anos, Ouro Fino sofreu duas terríveis enchentes, que ficarão marcadas para sempre na memória das pessoas que foram atingidas e sofreram com o fato. Em 2018, foi ainda pior. A fatalidade ocorreu no dia 16 de março, no dia do aniversário da cidade. Cerca de 350 casas foram afetadas.

De lá para cá, algumas medidas foram tomadas para amenizar ou até mesmo evitar que novas enchentes aconteçam em Ouro Fino. O município tratou de providenciar uma régua, para medir o nível do Ribeirão Ouro Fino. Uma câmera foi instalada para que a população possa acompanhar em tempo real o rio. Entretanto, o serviço fica muitas vezes off-line. De acordo com o DMAAE, trata-se de um problema no IP do servidor, que logo será resolvido.

Leia também: Pinhalzinho dos Góes é atingido por enchente

Uma sirene também foi instalada. Ela irá disparar quando o rio estiver em condições de transbordar. Dessa forma, os moradores teriam tempo de se retirar de suas residências. Porém, a maior novidade é a criação de um grupo no WhatsApp, com participantes ribeirinhos.

Em entrevista para a EPTV, Rodrigo Alvarenga conta que o grupo foi criado para manter a população ribeirinha ciente do nível do Ribeirão Ouro Fino. O próprio professor de música envia fotos e vídeos, diariamente, aos participantes.