Saiba quais vereadores se pronunciaram contra o aumento do DMAAE

0
298
Vereador Antônio Ricardo (Foto: Reprodução/ Câmara Municipal de Ouro Fino)

Na última semana, o DMAAE anunciou o reajuste de 3,55% na tarifa de agua do município. Este acréscimo faz parte da recomposição inflacionária, determinada pelo Executivo. No entanto, a atitude desagradou grande parte da cidade. Aproveitando a repercussão do assunto, alguns vereadores se pronunciaram durante a 1º Sessão Ordinária de 2019, desta segunda-feira (04).

Antônio Ricardo Alves criticou a alteração do valor e solicitou o cancelamento do reajuste, urgentemente. De acordo com o vereador, ele não concorda com a decisão tomada pelo DMAAE em aumentar a tarifa. “O DMAAE precisa dar uma resposta a milhares de pessoas que não estão preparadas para arcar com mais esse custo”, comentou Antônio, após a Sessão, em seu Facebook.

RAFAEL SILVA NA BRONCA

Rafael Silva foi outro vereador que se pronunciou contra o aumento e criticou duramente o DMAAE. Além de criticar o reajuste, Rafael está indignado com a gastança de dinheiro do departamento.

De acordo com sua apuração, o DMAAE está gastando muito fazendo vídeos para serem exibidos nas TVs de propaganda, que ficam expostas em diversos comércios em Ouro Fino e também nas redes sociais. Segundo Rafael, o contribuinte não ganha nada com isso. Só perde. “Isso é gasto desnecessário”, comentou o vereador.

DANIEL BORRACHEIRO NOSTÁLGICO

O vereador relembrou o tempo que Bruno Zucarelli, atual Diretor do DMAAE, era vereador. Segundo Daniel, na época, Bruno lutava contra os preços cobrados pelo departamento e era a favor do consumidor pagar apenas o que gastava, sem a taxa mínima.

JOSÉ MARIA DE PAULA QUESTIONA

O novo presidente da Câmara Municipal também questionou o aumento da tarifa de água. Ele apresentou uma conta com um aumento que ultrapassava os 3,55% anunciados. José Maria comentou que não é hora de ‘arrancar o couro do povo’, devido à grande crise que o país sofre. “O Bruno, quando estava aqui, ele era a favor do povo”, afirmou o vereador.

ROSÂNGELA TONON REFORÇA PEDIDO ANTIGO

A vereadora voltar a fazer um pedido já existente. Ela solicitou que o DMAAE utilize 3 mínimos em sua cobrança: 3, 10 e 15 metros cúbicos. De acordo com Rosângela, é injusto a pessoa gastar menos de 15 metros cúbicos e pagar pelo o que não utilizou. E também é uma forma de economia de água.

Nossa equipe entrou em contato com Beto Albuquerque, responsável pela ouvidoria do DMAAE, que se pronunciou sobre os pedidos dos vereadores, confira:

“O posicionamento do DMAAE, em relação ao pedido dos vereadores é que o DMAAE vai levar o pedido até a diretoria, para que isso seja atendido da melhor forma.”

Beto também comentou sobre a nova parceria entre DMAAE e Legislativo:

“A ouvidoria do DMAAE estendeu seu trabalho ao Legislativo. Então, o DMAAE vai estar atuando junto com o Legislativo para solucionar possíveis demandas de saneamento básico que estiver em Ouro Fino. A Ouvidoria do DMAAE vai estar atuando em parceria, junto com o Legislativo, acompanhando todas as Sessões Ordinárias, para que possa fazer o melhor trabalho, o trabalho mais eficiente para o nosso município”.